Igrejas em Ouro Preto

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ouro Preto possui inúmeros atrativos e entre os mais visitados estão as igrejas. Abaixo listo as mais visitadas da cidade:

1 – Igreja São Francisco de Assis

Igreja construída em estilo barroco com elementos do rococó. Sua construção foi iniciada em 1766 e conta com criações do mestre Aleijadinho, em especial a fachada da igreja, e seu teto é decorado pelo mestre Ataíde. A igreja é tombada pelo IPHAN, tendo sido classificada em 2009 pelo mesmo órgão como uma das Sete Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo.

Localização: Largo de Coimbra, Centro, Ouro Preto, MG.

Horário de Funcionamento: Terça a Domingo 08:30 h às 12:00 h e de 13:30 h às 17:00 h. / Missas aos domingo, às 19:00 h.

 

2 – Igreja de Nossa Senhora do Carmo

Esta igreja teve sua obra iniciada em 1756 e também tem estilo rococó. O projeto original é de Manuel Francisco Lisboa, tendo sido modificado anos mais tarde por seu filho, o Aleijadinho. No altar, encontram se as duas ultimas obras de Aleijadinho. Na capela mor também há uma raridade, se comparada a outras igrejas mineiras, os azulejos na decoração. Hoje, é tombada pelo IPHAN. Ao lado da igreja, é possível encontrar o Museu do Oratório e um cemitério anexo.

Localização: Rua Brigadeiro Musqueira, s/n.Centro, Ouro Preto, MG.

Horário de funcionamento: Terça a domingo, das 8h30 h às 11:00 h e das 13:00 h às 17:00 h. / Missas aos domingos às 8h30 h.

 

3 – Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos

Foi fundada pela Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, em 1715. Sua construção se inicia no ano de 1765 e substitui a antiga capela. A igreja também é tombada pelo IPHAN, mas até hoje o autor do projeto da igreja não é bem esclarecido. A igreja é considerada por muitos especialistas um projeto máximo do barroco colonial.

Localização: Largo do Rosário – Bairro do Rosário – Ouro Preto.

Horário de funcionamento: Terça a domingo, das 13:00 h às 16h45 h /Missas aos domingos às 16:00 h.

 

4 – Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar

Igreja também em estilo barroco, é rica em detalhes e muito ouro, possui mais de 400 kg. A igreja conta com muitos adornos, pois era a que contava com mais irmandades para patrocinar. A decoração demorou mais de  20 anos para ser concluída. Em especial, quem visita a igreja deve prestar atenção no teto da nave: o efeito óptico da figura do Cordeiro de Deus. No subsolo da igreja, é possível visitar o museu de Arte Sacra de Ouro Preto. Se possível, visite a igreja com um guia, ele te explicará todos os detalhes dessa linda igreja.

Localização: Praça Monsenhor João Castilho Barbosa s.n., Pilar, Ouro Preto, MG.

Horário de funcionamento:Terça a domingo, das 09:00 h às 10h45 h e das 12:00 h às 16h45 h.

 

5 – Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Antonio Dias

Em 1699, sua capela foi erguida pelo bandeirante Antonio Dias. Após alguns anos com problemas nas edificações, a igreja passa por uma nova construção que se inicia em 1727 assinada por Manuel Francisco Lisboa, o pai de Aleijadinho. A igreja é de grande importância para a cidade de Ouro Preto, pois ali estão sepultados Manuel Francisco Lisboa e seu filho, Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho. Atualmente, a igreja está fechada para restaurações e não é possível visitá-la (maio/2017).

Localização: Praça Antônio Dias, s/n, Ouro Preto.

Horário de funcionamento: Fechada para restaurações (maio/2017).

 

Como mencionei neste outro post, há uma pequena taxa para entrar nas igrejas. Mas, digo que vale a pena!!!

Se possível contrate um guia para poder lhe explicar cada detalhe das igrejas. Muitos deles ficam na porta delas e você paga o valor que achar que a visita guiada valeu.

Além dessas igrejas mencionadas aqui, Ouro Preto possui ainda várias capelas e passos. Tente incluir o máximo de visitas que desejar no seu roteiro e boa viagem!!

OBS: Os horários de abertura e fechamento das igrejas e capelas podem sofrer alterações.

Ouro Preto

Este slideshow necessita de JavaScript.

Patrimônio mundial da Unesco, Ouro Preto foi palco de muita história e conflitos relacionados à extração do ouro no Brasil. Com belos casarões coloniais e igrejas, Ouro Preto é um destino histórico de grande importância.

Para conhecer a cidade esteja preparado para andar bastante pelo centro histórico. A dica é ir com um sapato bem confortável e muita disposição. A maioria dos pontos turísticos se encontram no entorno do centro histórico da cidade, além de feiras de antiguidade e restaurantes. Você poderá começar o passeio pela praça Tiradentes que é muito conhecida e visitada, pois foi ali que ficou exposta a cabeça de José da Silva Xavier, o Tiradentes.

Muitas igrejas fazem parte do cenário de Ouro Preto e mostram a ostentação na época pelo ouro. Seus altares, objetos, santos e paredes carregam muitos quilos do ouro extraídos por ali. Entre as mais visitadas estão São Francisco de Assis, Nossa Senhora do Carmo, Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos, Matriz do Pilar, Matriz de Nossa Senhora da Conceição de Antonio Dias, dentre outras. Neste outro post detalho cada uma das igrejas.

Também podemos destacar os inúmeros museus da cidade: Museu da Inconfidência, Museu de Arte Sacra do Pilar, Museu Aleijadinho, Museu do Oratório, Museu Casa dos Contos, Museu Casa Guinard, Museu do Ouro, Museu das Reduções, Museu do Chá, Museu de Ciência e Técnica da Escola de Minas, etc.

Além das igrejas e museus, você poderá apreciar a arquitetura colonial do centro histórico e seu entorno. Muitas casas e prédios são preservados e controlados pelo IPHAN.

O ecoturismo também é muito presente em Ouro preto. A cidade possui muitas trilhas, cachoeiras, rios e minas desativadas que podem ser visitadas. Entre as minas que você poderá visitar por lá estão: Mina do Chico Rei, Mina de Ouro da Passagem, dentre outras.

Ouro preto também é muito conhecida pelas suas boas universidades, o que atrai a procura de muitos jovens. A cidade possui mais de 200 repúblicas universitárias. No feriado de carnaval, a cidade fica bem movimentada pelos universitários e turistas que querem curtir a festa por lá.

Outro feriado que atrai muitos turistas é a Semana Santa, onde as igrejas promovem grandes procissões e os imensos tapetes de flores pelas ruas.

Outra atração que poderá entrar em seu roteiro é o passeio de Maria Fumaça até a cidade de Mariana. Você poderá comprar o bilhete de ida e volta, ou somente ida e talvez optar por voltar de ônibus. Neste link é possível obter informações de horários e valores do passeio.

E claro, Ouro Preto possui inúmeros lugares para se hospedar, desde hospedagens mais econômicas como as mais luxuosas e charmosas. Sempre indico o Booking.com para reservar o seu hotel e hospedagens com uma boa localização para facilitar o seu passeio e deslocamento.

E estando em Minas Gerais, não deixe de aproveitar e provar todas as delícias típicas desse Estado, tais como o pão de queijo, o doce de leite e a comida mineira no geral.

Dica: Muitas igrejas e museus estão fechados na segunda-feira. Fique atento aos dias e horários de abertura das atrações. Além disso, a maioria das igrejas por lá cobram um valor de entrada.

Tiradentes

Tiradentes é uma daquelas cidadezinhas pequenas com ar de vida pacata e tranquila. A cidade possui um pouco mais de 7 mil habitantes e é bastante movimentada pelo turismo. Não é difícil chegar ate a cidade saindo de São paulo (482 km), Rio de Janeiro (331 Km) e Belo Horizonte (192 Km).

A cidade tem um potencial turístico muito grande, com muita historia, pousadas aconchegantes e ótimos restaurantes. Um fim de semana é o suficiente para desmembrá-la. É um destino que requer disposição para boas caminhadas. O ideal é deixar o carro na pousada e caminhar pelo centro.

Não deixe de saborear a tradicional comida tipica mineira, indico o restaurante Dona Xica (Localizado: Rua Ministro Gabriel Passos,26). Além do famoso canudinho de doce de leite do Chico Doceiro (Localizado: Rua Francisco Pereira Morais, 74).

De lá, você poderá fazer o passeio de Maria Fumaça até São João del Rei. O passeio é imperdível e agradável e ocorrem aos fins de semana em três horários. O valor do passeio de ida é R$50 e de ida e volta é R$60 (valores e horários podem sofrer alterações). Consulte mais informações aqui.

Tire um dia para conhecer algumas  igrejas da cidade: Igreja de Santo Antonio da Canjica, Capela Bom Jesus da Pobreza, Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, Igreja Matriz de Santo Antonio (cartão postal da cidade). Em quase todas as igrejas, você deverá pagar uma taxa para entrar entre R$3 e R$5. Também em algumas delas, você poderá encontrar um guia para poder detalhar a igreja e contar sua história. Os guias que geralmente se encontram na entrada das igrejas costumam trabalhar por gorjetas.

As igrejas são históricas e valem a visita, mas, caso não queira ir a todas, minha sugestão é que visite apenas a Igreja Matriz. A igreja impressiona pelos seus 482 quilos de ouro. Os altares são datados de 1730 a 1738 e sua fachada de 1810 foi refeita por Aleijadinho. A igreja inda possui um dos órgãos mais importantes do mundo trazido de Portugal. O órgão é tocado até os dias de hoje em apresentações realizadas às sextas, sábados e domingos às 19 hrs (confirme programação e valores). Para entrar na igreja, paga-se o valor de R$5.

Além das igrejas, ainda há os museus da cidade: Museu de Arte Sacra (localizado na antiga cadeia da cidade), Museu do Padre Toledo (residência do inconfidente Padre Toledo, localizado em rua homônima, onde ocorriam reuniões da inconfidência mineira), Museu da Liturgia, Museu de Sant´Ana, Museu do Automóvel (reúne 48 automóveis antigos e restaurados, localizado na estrada para a cidade de Bichinho).

Após um longo dia de caminhada, reserve a noite para escolher um bom restaurante pelo Largo das Forras, praça onde se concentra muitas lojinhas e restaurantes.

Uma dica de hospedagem é a Pousada d’óleo de Guignard, pousada aconchegante que fica a 5 minutos de carro pro centro. Possuem ótimas instalações, bom café da manha e um chá da tarde agradável.

Não deixe de colocar mais esse destino na sua lista de roteiros nacionais!!!