Viagem ao exterior com dólar a 4 reais?

Muitos turistas brasileiros conseguiram nos últimos anos realizar o grande sonho de fazer uma viagem para os EUA ou Europa. Isso porque, há alguns anos, a nossa moeda estava valorizada, o nosso poder de compra era maior e o dólar estava na casa dos 2 reais. Porém, de um ano pra cá, muitos se desanimaram, pois o movimento contrário começou a acontecer e nossa moeda desvalorizou, o dólar subiu e, devido a diversos problemas econômicos, nosso poder de compra diminuiu.dolar

Muitos perguntam se vale a pena viajar para o exterior com o dólar na casa dos 4 reais e o euro a 5 reais. Essa é uma pergunta difícil de responder, pois o sentido de valer a pena é diferente para cada um. Sendo objetiva, tentarei dar algumas dicas de planejamento para você que já está com a viagem marcada e quer economizar:

1 – Passagens áreas:

  • As passagens aéreas oscilam conforme o valor do dólar e a demanda dos passageiros. Neste momento, você irá encontrar ótimos preços, pois a procura está baixa devido ao alto valor do dólar. Atente-se ao câmbio do dia na hora da compra e lembre-se de incluir as taxas para calcular o preço final.
  • Busque ler todas as regras e condições da tarifa para que no futuro não tenha surpresas desagradáveis.
  • Uma dica para estar sempre ligado nos melhores preços do destino para onde pretende viajar é se cadastrar nos alertas dos buscadores de viagem.
  • Para mais dicas sobre como utilizar os buscadores, não deixe de ler o nosso post sobre o tema: http://wp.me/p6ygvm-8d

2 – Acompanhe as moedas estrangeiras:

  • Acompanhe a variação do dólar e do euro. Assim, você conseguirá perceber o melhor momento para compra da moeda.
  • Site onde você pode consultar os valores: http://economia.uol.com.br/cotacoes/

3 – Diminua o roteiro:

  • Se você planejava visitar várias cidades em um determinado país, talvez seja a hora de repensar o seu trajeto. Muito dos custos de uma viagem ficam por conta do deslocamento.

4 – Hotel, hostel ou apartamento:

  • Outra opção para redução das diárias é reservar um apartamento de temporada ou hostel ao invés de um quarto de hotel. Geralmente, essas opções apresentam preços mais acessíveis.
  • Em um apartamento existem algumas facilidades que o hotel não irá poder proporcionar, tal como preparar pequenas refeições por conta própria para reduzir os gastos na rua. Dica de onde pesquisar: http://www.booking.com/ ou http://www.trivago.com.br/

5 – Compras:

  • Para muitos, viajar ao exterior é ter a oportunidade de fazer muitas compras. Porém, isso significa mais gastos na sua viagem. A dica é se atentar ao que realmente vale a pena comprar para evitar gastos desnecessários.

6 – Passeios e pontos turísticos:

  • É difícil tirar esse item da lista de gastos em uma viagem, pois esse é um dos motivos de você estar indo viajar para determinado lugar. Visitar os pontos turísticos faz parte da viagem, mas você pode listar os mais desejados e imperdíveis e tentar economizar também.
  • Muitas cidades oferecem descontos na compra de ingressos para várias atrações em conjunto. Além disso, muitos atrativos são gratuitos. Informe-se através dos portais oficiais das cidades que irá visitar.
  • Em relação aos parque temáticos como os de Orlando, recomendo fazer uma breve pesquisa do que cada um oferece e listar quais deles a família deseja realmente conhecer. Vale a pena também comprar os ingressos com vários dias para obter descontos. Não deixe de incluir no planejamento os gastos extras com este passeio: estacionamento, guarda volumes, alimentação, etc.

7 – Compras com cartões de credito no exterior:

  • Evite usar cartões de crédito em sua viagem ao exterior, pois o câmbio que irá valer para o pagamento é o do dia do fechamento da fatura do cartão e não o dia da compra. Isso pode reservar surpresas desagradáveis no futuro. Além disso, não se esqueça da taxa de IOF que é cobrado em cada compra que você faz no seu cartão no exterior. O valor atual da taxa é de 6.38%.
  • Atente-se também às taxas cobradas ao final da compra, dependendo do país em que você visita. Nos EUA, por exemplo, todas as lojas cobram o imposto ao final da compra. Esse imposto varia de estado para estado e os valores atuais são entre 6,0 e 9,5%.

Enfim, não existe uma receita de bolo para planejar uma viagem ao exterior com tanta instabilidade da moeda no momento. A dica é sempre tentar poupar para poder aproveitar da melhor maneira possível. Porém, pequenas dicas podem fazer você não desistir de planejar e viajar para o destino tão sonhado. Organize-se com muitos meses de antecedência, confira o que você pode ou não tirar da lista de desejos e fique atento as variações da moeda.

BOA VIAGEM!!!

Anúncios